Como recuperar a atenção dos alunos

Compartilhe este post

Foram dois anos de Ensino a Distância. Amado por uns e temido pela imensa maioria, o EAD modificou completamente a experiência educacional, transferindo as aulas para o ambiente virtual e fazendo com que todos os envolvidos – professores e alunos – tivessem que se adaptar ao contexto. Entre muitas dificuldades, a adaptação foi concluída com sucesso.

No entanto, desde o começo, esperávamos que a situação pandêmica fosse passageira. Queríamos que nossas vidas voltassem ao normal, incluindo as rotinas escolares. A fase mais devastadora da pandemia finalmente passou e, após tanta espera, a vida experimenta o retorno da normalidade. As escolas abriram os portões novamente e os estudantes encheram as salas de aula com seus olhos curiosos. No entanto, apesar da curiosidade, há algo diferente em seus olhares. Eles já não são mais os de antes e hoje vibram por telas. 

Quando uma pandemia atravessa a sociedade, por mais que ela passe, sempre deixa sequelas. O nicho educacional não ficou imune a isso. Atualmente, estamos lidando com as consequências deixadas pelos últimos dois anos de Ensino a Distância. Claro que a simbiose entre conhecimento e tecnologia revolucionou nossos métodos pedagógicos,mas por outro lado criou uma dependência de celulares, computadores e afins. 

Os estudantes querem constantemente checar as notificações, passar de fase no jogo do celular, mandar mensagem para o crush, atualizar o feed das redes sociais, postar uma nova foto. Com toda essa demanda acontecendo nas telas, fica difícil focar na lousa logo à frente de seus olhos e no professor, que só falta fazer pirueta para ter a atenção dos alunos enquanto passa o conteúdo. 

Calma, nada de piruetas! Confira algumas orientações sobre como manter a atenção e concentração durante as aulas e vencer o jogo contra as telas.

1- Aposte no diálogo

Antes de tentar qualquer estratégia, considere conversar com os estudantes e conscientizá-los sobre o uso de celulares durante a aula. Peça colaboração. Explique que, além de desvalorizar os professores, eles estão prejudicando a si mesmos ao se focar nas telas em vez de prestar atenção na transmissão de conhecimento que não chega até suas mentes por Bluetooth e tampouco por Wi-fi. 

2- Use as telas a seu favor

As aulas expositivas que beiram um monólogo ficaram num passado. Aproveite as multimídias para compor didáticas e dinâmicas que façam uso de recursos audiovisuais. Mostre, por exemplo, clipes musicais que dialoguem com o conteúdo de sua disciplina. Ou então, prepare uma apresentação de slides bem divertida com cores vibrantes, memes engraçados, muitas imagens. 

3- Promova debates

Não fique falando sozinho. No roteiro de suas aulas, inclua momentos nos quais os estudantes participam sanando suas dúvidas e compartilhando opiniões. Debates são estratégias para envolver e engajar a turma inteira. 

A tela está off e a aula está on

Faça tudo isso se comunicando na linguagem deles, exatamente como fizemos na frase acima. Preze pelo dinamismo em suas aulas e aposte numa pedagogia atualizada. Com seu empenho somado a estas orientações, é provável que os estudantes esqueçam das telas por algum tempo. 

Explore outros conteúdos

A Plataforma de Ensino Digital – Weekly – é uma solução inovadora para o ensino on-line. Proporciona um ambiente virtual de aprendizagem e o acesso a diversos recursos digitais conectados ao Sistema de Ensino Interativo.