Como manter as crianças atentas no ensino remoto?

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Dicas práticas para tornar as aulas mais dinâmicas, acessíveis e divertidas

 

Se já era difícil manter uma criança atenta em sala de aula, imagine agora com o ensino acontecendo de forma remota! A dificuldade dobrou. Do outro lado da tela, o professor não controla o ambiente que cerca a criança e, às vezes, pode ser difícil competir com distrações que roubam a concentração.  

Larry Rosen, professor da Universidade Estadual da Califórnia, desenvolve pesquisas sobre psicologia, tecnologia e capacidade de concentração. Para o professor, o tempo médio de atenção que pessoas adultas conseguem  manter é de apenas de 8 minutos. Nas crianças, então, os números caem para um intervalo entre 3 e 5 minutos. Por isso, não é raro que, nas aulas a distância, o professor sinta que está falando sozinho. 

O que fazer para alcançar melhores resultados neste contexto? Uma aula que se foque em interação dinâmica, com um conteúdo interessante e variadas formas de abordagem pode ser o diferencial para manter crianças com o olho na tela. Confira algumas dicas para potencializar sua prática, ainda que o espaço da sala de aula tenha se tornado virtual. 

 

1- Aula não é monólogo

Uma aula longa, expositiva, com o professor falando sozinho todo tempo? Isto é coisa do passado! Além de esta alternativa não ser benéfica pedagogicamente, o processo de aprendizagem requer, essencialmente, diálogo. Procure desenvolver formas de interação durante a apresentação dos conteúdos, momentos em que o aluno sinta necessidade de fazer intervenções. Assim, o  conhecimento é construído conjuntamente e passa a ter especial importância para os estudantes. Mesmo que seus alunos sejam mais reservados, estimule-os a falar. Provoque interações, chame-os pelos nomes para a conversa, contextualize o conteúdo dentro de aspectos cotidianos do grupo. Isto cria um ambiente em que as crianças se sentem à vontade para participar.

 

2- Capriche no conteúdo

Mesmo que o objetivo seja fugir de aulas enfadonhas e longas, é preciso considerar a importância de  tratar o conteúdo de forma consistente. Nada é mais satisfatório para um professor que a sensação de ter ministrado uma aula interessante para o grupo de estudantes. Portanto, prepare-se com antecedência, estude bem o conteúdo, fique de olho em novidades sobre os temas que podem ser inseridas no processo educacional. Busque apresentar os conceitos em pelo menos duas formas diferentes e sempre agregue atividades práticas e lúdicas ao final de cada etapa explicativa. É importante também, separar a parte conceitual da aula em pequenas pílulas alternadas com momentos mais descontraídos. Não se esqueça que o tempo de concentração infantil é curto.   

 

3-Inove nas opções lúdicas

Fique atento para experimentar diferentes maneiras divertidas e visuais de apresentar o conhecimento. De acordo Vygotsky – psicólogo e pesquisador pioneiro no desenvolvimento intelectual de crianças – o lúdico está entre as ferramentas mais eficazes de transmissão da informação na infância. Volte-se para atividades que produzam reflexão, mesmo no ato da brincadeira. Uma pedagogia que transforma o conteúdo em algo palpável e divertido pode ultrapassar, de forma inesperada, qualquer dificuldade cognitiva apresentada pelo grupo. 

 

4-Se aproxime da linguagem deles

Cada professor tem um estilo peculiar. Uns são mais descolados, outros mais sérios. No entanto, a relação entre mestre e aprendiz não precisa se restringir a formatos engessados. Dialogue com seus alunos em uma linguagem acessível, sem formalidades rigorosas. Se esforce para entender como funciona o mundo dos pequenos. Vez ou outra faça referência a um “meme” e, de repente, arrisque-se com uma gíria.  Você não precisa perder seu estilo, mas se encoraje  para sair da zona de conforto. 

 

Parabéns! 

Embora o ensino remoto tenha se mostrado um grande desafio, sabemos que você se esforça ao máximo para entregar o melhor aos alunos. Estas são apenas algumas dicas de como enriquecer a interação com crianças no espaço da aula. Mas o importante é ficar atento a novas experiências, descobertas e iniciativas que procurem potencializar o ensino, ainda que em uma situação tão adversa como a que estamos vivendo. Boa sorte e boa aula!

Explore outros conteúdos

A Plataforma de Ensino Digital – Weekly – é uma solução inovadora para o ensino on-line. Proporciona um ambiente virtual de aprendizagem e o acesso a diversos recursos digitais conectados ao Sistema de Ensino Interativo.